As dificuldades econômicas estão cada vez mais latentes, produtos e serviços cada vez mais caros e altos índices de desemprego, com isso, o desejo de todos é reduzir custos. E quando falamos de condomínio, acaba sobrando para o síndico toda a cobrança dos condôminos sobre o valor da taxa condominial.

Por isso a importância de estudar os gastos, levantar as necessidades, sempre pensando na economia. E então, montamos esse pequeno guia prático com algumas dicas de como reduzir gastos sem renunciar à qualidade dos serviços.

Antes de dar qualquer passo é necessário planejamento, principalmente financeiro. É importante saber com o que você está gastando dinheiro e o que pode ser cortado. A distribuição dos gastos são divididas em:

  • 45% são com despesas de folha de pagamentos, como salários e encargos;
  • 30% são gastos com o consumo de água, luz, gás e telefone;
  • 15% vão para contratos de manutenção, como elevadores, bombas e seguros;
  • 10% são destinados às despesas administrativas, bancárias, fundos de reserva e pequenos reparos.

Nota-se que as despesas que mais pesam na conta são as essenciais, aquelas que vem todo mês, que são fixas. Mas é de extrema importância estar preparado financeiramente para casos de emergências.

Mas afinal, se os maiores gastos são os essenciais, como é possível reduzi-los?

Economia de Água e Energia Elétrica

O primeiro ponto a ser levado em consideração é a economia de água e energia elétrica. Por mais maçante que seja, vamos relembrar pontos que certamente você já ouviu falar e que realmente fará a diferença. Essas dicas são:

  • Lâmpadas de LED;
  • Sensores de presença também são uma ótima opção para economizar luz;
  • Ajustar os elevadores para que eles funcionem de maneira inteligente, para que não tenham que descer sempre para o térreo;
  • Apesar da implementação de energia solar requer um investimento alto, trás um retorno surpreendente, que deve ser levado em consideração;
  • Instalar hidrômetros individuais ajudam a economizar cerca de 20% de água;
  • Se necessário, troque vasos sanitários por modelos mais atuais com caixa acoplada;
  • Os sensores de bóia para caixa d’água são aliados para saber o nível de água e assim, ter um melhor controle;
  • Considere também os sistemas de reuso de água.

Entre outras tantas ações que podem ser feitas para gerar economia.

Lembrando que para um melhor desempenho da economia é importante conscientizar e instruir os condôminos e funcionários, use números reais para mostrá-los a situação atual do condomínio, e o quantos eles também são prejudicados, em muitos casos aplicativos para o usuário ganha importância nesse engajamento, exemplo os aplicativos de gestão condominial.

Manutenções Preventivas

Por mais que pareça ser só mais um gasto, ele evita custos muito maiores no futuro. Aliás, se descoberto e tratado com antecedência, não haverá um acidente. Faça um checklist de todos os equipamentos que devem ser conferidos, por exemplo:

  • Elevadores
  • Bomba d’água
  • Para-raios
  • Extintores
  • Portões eletrônicos
  • Painéis de alarme
  • Sensores de movimento
  • Impermeabilização e dedetização
  • Inspeções periódicas para identificar eventuais vazamentos de água e falhas na rede elétrica.

Recursos Humanos

Os funcionários são os responsáveis pelo maior gasto do condomínio, podendo representar até 50%. Claro que são eles os responsáveis para que tudo funcione, mas será que é realmente necessário depender de recursos humanos? Lembre-se que alguns serviços podem ser substituídos por tecnologia, como por exemplo a portaria remota, híbrida ou autônoma, que unem segurança e economia.

Outras soluções tecnológicas como sensores e aplicativos ajudam a reduzir a necessidade de muitos funcionários, já que atividades como abertura e fechamento de portão, interfones que ao serem acionados tocam direto no celular do usuário, sensores para prevenir enchentes, sensores para a bomba da caixa de água, sensores para aviso de falta de água na caixa dentre tantas outras soluções que diminuem a necessidade de inúmeros funcionários.

Podemos concluir então que para reduzir os custos de um condomínio o uso da tecnologia como aliada é essencial, e você não terá como fugir disso. Por isso é importante você conhecer bem sua necessidade, e a partir disso, buscar a melhor tecnologia que auxilie você nessa importante tarefa de redução de custos.

Agora que você já conhece a importância da tecnologia, que tal conhecer um pouco mais as soluções SIAM, que certamente terá o potencial de auxiliar você nessa atividade.